junho 18, 2024
Ciclone deixa mais De 30 mortos no RS foto deiwid felicio

Ciclone deixa mais De 30 mortos no RS

Com 31 mortes, última passagem de ciclone extratropical supera a maior tragédia natural do estado.

Em junho, governo do estado havia declarado que a passagem de um ciclone era, até aquele momento, o maior desastre natural relacionado a chuvas nos últimos 40 anos.

Chegou a 31 o número total de mortes pela passagem do ciclone extratropical que atingiu o estado desde a segunda-feira (4). Nesta quarta (6), o governo confirmou mais dez vítimas, sete em Roca Sales, uma em Lajeado, uma em Estrela e uma em Cruzeiro do Sul, todas na Região dos Vales.

As 31 mortes registradas no Rio Grande do Sul até a manhã desta quarta já superam a maior tragédia natural das últimas quatro décadas no estado, quando 16 pessoas morreram em junho. Em entrevista na noite de terça, o governador Eduardo Leite confirmou que se trata da pior tragédia natural do estado.

“Não tem sido um ano fácil para o Rio Grande do Sul. Mas nosso povo é resiliente e forte, e nós vamos estar unidos para superar essa adversidade, com toda a estrutura, com os servidores públicos, os militares, civis, voluntários, ações, prefeituras, sociedade civil engajada. Cada vida perdida não pode ser reposta, a gente lamenta cada uma delas. Vamos dar todo suporte para essas famílias”, afirmou.

Foram 15 óbitos apenas no município de Muçum, na Região Central do estado. De acordo com a Defesa Civil estadual, o Corpo de Bombeiros encontrou os corpos ao vistoriar uma casa nesta terça-feira (5).

Na noite de terça, os corpos foram transportados para o hospital de cidade, e devem ser levados para Porto Alegre.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *