junho 18, 2024
Vereadora da capital propõe “Dia da Resistência Democrática” foto nsc total

Vereadora da capital propõe “Dia da Resistência Democrática”

Porto Alegre revogou lei recente que celebrava a mesma data como o “Dia do Patriota”

Uma vereadora de Florianópolis propôs um projeto de lei na Câmara para tornar o 8 de janeiro o “Dia Municipal da Resistência Democrática”. A proposta foi protocolada pela parlamentar Carla Ayres (PT) nesta quinta-feira (31), três dias depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter suspenso um projeto recém-aprovado que transformava a mesma data no “Dia do Patriota” em Porto Alegre.

A proposta catarinense deverá ser lida na Câmara de Florianópolis em sessão da próxima segunda (4). Ayres argumentou que rememorar desta maneira os ataques às sedes dos Três Poderes, em Brasília, contribuiria para consolidar a democracia como regime político e evitar que episódios assim se repitam.

A vereadora ainda citou que outras iniciativas no país também tentam manter viva a memória do episódio, destacando um projeto semelhante proposto por uma colega de partido, a hoje deputada estadual Thainara Faria (PT-SP), que virou lei em Araraquara, no interior de São Paulo, em fevereiro.

A memória do 8 de janeiro foi alvo de polêmica recente em Porto Alegre. Na terça (29), o prefeito local, Sebastião Melo (MDB), sancionou uma nova lei na capital gaúcha que revogava a celebração aos ataques, após a iniciativa dos vereadores ter repercutido negativamente em todo o país.

A primeira proposta havia partido do agora ex-vereador Alexandre Bobadra (PL). Ele foi cassado no último dia 15 por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *