julho 18, 2024
Mais de 70 cidades foram afetadas por chuva e 28 já decretaram emergência em SC foto nsc total

Mais de 70 cidades foram afetadas por chuva e 28 já decretaram emergência em SC

Em Tubarão, Grupo de ações coordenadas define ações para enfrentar as chuvas
Grupo de trabalho mobilizado pela prefeitura, Defesa Civil regional e outros órgãos

Esse grupo de trabalho mobilizado pela prefeitura, Defesa Civil regional e outros órgãos para preparar a cidade para as fortes chuvas dos próximos dias realizou uma nova reunião na tarde desta sexta-feira, 06 de outubro, para atualização das ações com base nas previsões meteorológicas.
monitora toda a região com os principais afluentes do Rio Tubarão e Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), além do comportamento da barra do Camacho, em Jaguaruna, e a barra de Laguna, que podem influenciar no nível do rio.
Também foi realizada uma coletiva de imprensa para repassar todas as informações e projeções dos próximos dias.
Estiveram na reunião o prefeito Jairo Cascaes e gestores de diversas secretarias e fundações, além de gestores da Polícia Militar, Polícia Civil, Agência Reguladora de Saneamento (AGR) e Defesa Civil do Estado. O grupo segue com a previsão de chuvas intensas neste sábado e domingo, com possíveis ocorrências de alagamentos e deslizamentos de terra, mas sem transbordamento do Rio Tubarão.

Além dos modelos meteorológicos, o Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) monitora toda a região com os principais afluentes do Rio Tubarão e Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), além do comportamento da barra do Camacho, em Jaguaruna, e a barra de Laguna, que podem influenciar no nível do rio.
Confira as providências adotadas pela prefeitura
Abrigos para moradores: caso seja necessário, seja pela invasão de água nas residências ou precaução antes disso acontecer, foram definidos alguns locais em que as pessoas poderão ficar em segurança. A Fundação Municipal de Desenvolvimento Social mapeou, inicialmente, quatro locais: Albergue Noturno Pousada da Paz (São João – ME), Associação Tubaronense de Apoio às Famílias (STAN), no Centro, entidade João 3:16 (Centro) e Igreja Verdade (Vila Moema). Se a situação se agravar, o município providenciará outros espaços para receber a população que precisar sair de casa.
Depósito para móveis: o galpão de Defesa Civil está disponível para guardar móveis e demais pertences, garantindo proteção e segurança dos bens. A Defesa Civil de Tubarão está localizada à rua José Ferreira, 380, Oficinas.
Bombas hidráulicas móveis: a secretaria de Agricultura e Interior está pronta com uma bomba hidráulica e um trator para acelerar o escoamento da água em situações e áreas específicas. A Cergal também disponibilizou um equipamento de bombeamento d’água e um gerador de energia.
Bomba da macrodrenagem na margem esquerda: há uma estação de bombeamento no cruzamento da avenida José Acácio Moreira com a rua José Pedro de Oliveira. O equipamento escoa a água do sistema de macrodrenagem da margem esquerda, caso o nível do Rio Tubarão se eleve e feche a saída do sistema. O motor da bomba foi mudado de local recentemente, o que facilita reparos emergenciais. A Defesa Civil lembra que esse bombeamento só é possível em caso de elevação do nível do rio até a altura da saída da macrodrenagem. Se isso não ocorrer, o escoamento da água é feito naturalmente, independente do volume de chuva ou dos alagamentos formados na área de abrangência da macrodrenagem.
Trabalhos emergenciais em áreas alagadas: se for necessário e viável realizar abertura de canais para o escoamento da água de alagamentos, esse trabalho será feito pelas secretarias de Infraestrutura, Agricultura e Interior e Serviços Públicos, com apoio de empresas terceirizadas.
Trânsito: a Guarda Municipal e toda a estrutura da secretaria de Segurança, Trânsito e Patrimônio estão a postos para organizar e sinalizar o trânsito e, também, atuar na manutenção de semáforos.
Monitoramento da vazão do Rio Tubarão: além da medição do nível do rio, a Defesa Civil acompanha o comportamento da barra em Laguna e da barra do Camacho, em Jaguaruna. No Camacho, a barra está aberta e com boa vazão há meses e, em Laguna, a direção do vento favorece a vazão do Rio Tubarão.
Animais domésticos: a Fundação Municipal de Meio Ambiente (Funat) já reservou gaiolas/baias para abrigar, na sede da fundação, cães e gatos de tutores que possam estar em áreas alagadas e, também, animais em situação de rua. Essa ação já foi utilizada, com sucesso, na enchente de maio de 2022.
Doações: a Fundação Municipal de Desenvolvimento Social (FMDS) está preparada para receber doações (alimentos, roupas, produtos de limpeza etc) que possam ser destinadas a famílias afetadas por possíveis alagamentos. Inicialmente, toda a estrutura de recebimento de doações ficará na Casa a Cidadania.
Veículos da prefeitura: toda a frota de caminhões e máquinas pesadas (retroescavadeiras, patrolas, etc) estão de prontidão para eventuais trabalhos emergenciais. Algumas caminhonetes tração 4 x 4 de secretarias também poderão ser usadas em deslocamentos em áreas alagadas.
Empresas privadas e entidades: algumas empresas privadas e entidades que contam com veículos e equipamentos também foram acionadas para auxiliar o município e já se colocaram à disposição.
Saúde: as equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão mobilizadas para atendimento da população em situações específicas e preservação do patrimônio dos postos em caso de alagamentos.
Educação: os motoristas da Fundação Municipal de Educação estão de sobreaviso e poderão ser acionados caso seja necessário prestar apoio ao atendimento da população. Algumas escolas municipais localizadas em regiões mais altas já foram mapeadas e poderão servir de abrigo.
Telefones de emergência
3621-9060 – Defesa Civil de Tubarão
193 – Corpo de Bombeiros
190 – Polícia Militar
153 – Guarda Municipal
0800 048 0196 – CELESC
0800 702 2828 – CERGAL

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *