abril 25, 2024
Juro rotativo do Cartão pode acabar foto deiwid felicio

Juro rotativo do Cartão pode acabar

Juro rotativo do cartão de crédito pode estar com os dias contados.  Presidente do BC fala em extinguir rotativo do cartão de crédito e criar parcelamento com juros menores.

Mecanismo cobraria tarifa extra para desincentivar uso, diz Campos Neto; juro ficaria em cerca de 9% ao mês. Hoje, crédito rotativo cobra 15% de juros mensais, patamar único no mundo.

A proposta é para reduzir a inadimplência nas operações com cartão de crédito rotativo – que ocorre quando o cliente não paga o valor total da fatura e joga a dívida para o mês seguinte.

Segundo dados do próprio BC, a inadimplência do crédito atinge cerca de 50% das operações – um índice sem precedentes em outros países.

A principal alternativa, segundo o Banco Central, seria extinguir o rotativo do cartão, acionado automaticamente sobre o saldo devedor.

Os juros desse tipo de crédito são considerados abusivos por especialistas – em junho, chegaram a 440% ao ano, a maior taxa do mercado financeiro… segundo o Banco Central, esse patamar equivale a uma taxa de juros de 15% ao mês.

Ainda de acordo com Campos Neto, em substituição ao rotativo, o Banco Central avalia enviar o devedor diretamente para um parcelamento desse saldo – com juros de cerca de 9% ao mês, pouco acima da metade dos 15% atuais.

“A solução está se encaminhando para que não tenha mais rotativo, que o crédito vá direto para o parcelamento. Que seja uma taxa ao redor de 9% [ao mês]. Você extingue o rotativo. Quem não paga o cartão, vai direto para o parcelamento ao redor de 9% [ao mês]”, declarou Campos Neto.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *