junho 18, 2024
Fila do INSS pode Passar de 5 meses foto ilustrativa

Fila do INSS pode Passar de 5 meses

Tempo médio de espera na fila do INSS pode ultrapassar 5 meses no Brasil.

Ministério da Previdência criou programa voluntário para reduzir o tempo de espera para até 45 dias, mas adesão de servidores e peritos médicos deve ser baixa, segundo as categorias.

O tempo médio de espera pela análise administrativa de benefícios do INSS como aposentadorias, pensões e auxílios pode ultrapassar cinco meses no Brasil.

É o que mostram dados do Instituto Nacional de Seguro Social obtidos com exclusividade pela Globo News por meio da Lei de Acesso à Informação.

Os benefícios com maior tempo de espera atualmente são o auxílio acidente, com 171 dias, a pensão por morte em acidente de trabalho, com 169 dias, e o auxílio-reclusão, com 166 dias…

Veja o tempo médio da concessão de benefícios:

•             Auxílio acidente: 171 dias;

•             Pensão por morte em acidente de trabalho: 169 dias;

•             Auxílio reclusão: 166 dias;

•             Auxílio inclusão à pessoa com deficiência: 102 dias;

•             Aposentadoria por idade: 63 dias.

Para reduzir o tempo de espera para até 45 dias, como estabelece decisão do Supremo Tribunal Federal, o Ministério da Previdência criou o Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social, que prevê o pagamento de bônus para servidores e peritos que fizerem análises e atendimentos extras. Antes, o pagamento por horas extras de trabalho não era permitido para essas categorias.

Entretanto, a adesão ao programa é voluntária e, segundo os servidores do INSS, deve ser baixa. Médicos peritos e servidores que fazem análise de documentações não concordam com os critérios estabelecidos pela portaria que regulamenta as condições para o recebimento desse bônus.

A portaria estabelece, por exemplo, que servidores que trabalham em regime 100% home office que quiserem aderir ao programa, primeiro devem cumprir uma meta 30% maior que a atual. Só a partir disso, eles passam a receber R$ 68 por análises extras.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *