abril 22, 2024
Bandidos fazem chantagem no RS Foto Ilustração

Bandidos fazem chantagem no RS

Facções criminosas gaúchas extorquem dinheiro de comerciantes no Rio Grande do Sul, exigindo pagamento para não quebrar lojas. Na Região Metropolitana de Porto Alegre, chegaram a executar um rival e mandar o vídeo para os lojistas.

O modus operandus da bandidagem está levando pânico ao comércio de cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre. As quadrilhas exigem dinheiro e atacam lojas de quem se recusa a fazer os pagamentos.

As imagens das câmeras de segurança da revenda de carros de Estância Velha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, mostram a ação. Três homens atiram pedras contra os vidros da fachada. Depois, entram no prédio e danificam vários carros.

A imagem é enviada por aplicativo de mensagens para outros comerciantes com a ameaça: “Esse é um alerta para todas as revendas da banda. Se quiserem medir força, nós vamos mandar recado e vai ser na hora”.

Um empresário denunciou a quadrilha. Ele diz que os bandidos exigem dinheiro para não destruir as lojas.

“Depredam, né? Quebram, fazem assalto, roubam e usam aquilo como exemplo para nós. Para a gente acabar pagando, segundo eles, um pedágio que eles alegam que vai ser uma segurança e que a gente não precisa mais se preocupar no nosso comércio, que aquele valor pago mensal vai ser para segurança”, conta o empresário.

“Esses indivíduos colocaram um terror tão grande que algumas vítimas agora procuraram a Draco dizendo que não tinham mais condições de pagar isso sob pena de sair do mercado, de ter que fechar os empreendimentos”, conta o delegado Airton Figueiredo Martins Jr.

Segundo a Polícia Civil, são pelo menos 72 vítimas em cidades do Vale do Sinos, na Região Metropolitana de Porto Alegre . A polícia diz que a maior dificuldade é convencer as vítimas a registrarem ocorrência. Um dos suspeitos pelos ataques foi preso na semana passada, mas as investigações continuam, por causa grande número de casos.

Os bandidos atacaram em outros quatro municípios. Em Taquara, na Região Metropolitana de Porto Alegre, chegaram a executar um rival e mandar o vídeo para os lojistas.
Em uma delegacia de Bento Gonçalves, na Serra, são mais de 30 denúncias do crime de extorsão.
Em uma gravação, um criminoso atira contra uma loja de carros. Em seguida, manda uma mensagem: “Na próxima, melhor fazer acordo”.

Apesar do medo, um comerciante sabe a importância de procurar a polícia. “A gente fraqueja, mas a gente sabe que, no momento que você ceder uma vez, você vai estar na mão deles para a vida inteira, né? Acho que se todo mundo denunciar e for para frente, a tendência é parar?”, desabafa o comerciante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *