abril 21, 2024
<strong>Dentista é indiciado após paciente perder parte do nariz em Goiás</strong> Foto Divulgação

Dentista é indiciado após paciente perder parte do nariz em Goiás

Encerramento das investigações ocorre após uma ampla investigação com a participação de testemunhas, análise documental e de exame de corpo de delito da vítima, segundo a Polícia Civil

A Polícia Civil de Goiás encerrou, nesta segunda-feira (23), as investigações do crime de lesão corporal, praticado em 2020, por um dentista, ao realizar um procedimento cirúrgico de alectomia, cirurgia que diminui as asas nasais, em uma paciente em Aparecida de Goiânia, em Goiás.

“O investigado, mesmo não possuindo o conhecimento técnico necessário (curso de medicina com especialização em cirurgia plástica ou otorrinolaringologia) praticou, assumindo o risco, lesão corporal gravíssima em paciente durante a realização de procedimento cirúrgico incisivo, após interpretação extensiva de que poderia praticar tal procedimento, mesmo que sem qualquer respaldo legal ou teórico”, informa a Polícia Civil em nota.

De acordo com a polícia, a decisão ocorre após uma ampla investigação com a participação de testemunhas, análise documental e de exame de corpo de delito da vítima, a esteticista Elielma Carvalho Braga.

Segundo a polícia, Igor Leonardo Soares Nascimento também incorreu na prática do crime de exercício ilegal da medicina, arte dentária ou farmacêutica, previsto no artigo 282 do Código Penal, visto que executou procedimento cirúrgico, incisivo e exclusivo de profissional médico, não apresentando qualificação técnica necessária.

A delegada Luíza Veneranda destaca que o autor praticava tais procedimentos de forma habitual, bem como detinha a finalidade de lucro. Ressaltou, ainda, a existência de termo circunstanciado de ocorrência lavrado, em seu desfavor, no ano de 2021, por idêntico crime.

Em nota, a polícia informa que a investigação foi concluída e que o inquérito será encaminhado para a uma das Varas Criminais do Município de Aparecida de Goiânia.

Fonte: CNN Brasil

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *