julho 18, 2024
Tornado atinge Sangão com ventos de 70 km/h  Foto Divulgação

Tornado atinge Sangão com ventos de 70 km/h 

A ocorrência foi confirmada pelo meteorologista Piter Scheuer; Defesa Civil diz que está investigando.  

No fim da tarde desta sexta-feira (13) imagens de uma nuvem turva em formato de funil na cidade de Sangão, no Sul de Santa Catarina, tomaram conta da internet. Em entrevista ao ND+, o meteorologista Piter Scheuer confirmou se tratar de um tornado. No entanto, a Defesa Civil do Estado diz que ainda está investigando a situação.  

Piter Scheuer, confirma que a ocorrência foi um tornado, isso porque, segundo ele, há relatos que a nuvem em formato de funil tocou o solo.  

“Tudo aconteceu por volta das 16h30 por conta de áreas de instabilidades associadas ao calor e a umidade e aproximação de uma frente fria, além de uma perturbação nos níveis médios e altos da atmosfera”, explica. 

A intensidade dos tornados é classificada na escala Fujita que vai de F0 a F5. Quanto maior a numeração, mais forte o tornado. Segundo o profissional, o tornado poderia ser classificado, na escala, entre um tornado f0 ou F1. 

O que diz a Defesa Civil 

Segundo a Defesa Civil, uma intensa nuvem de tempestade atingiu a região Litoral Sul catarinense, em especial passando os municípios de Jaguaruna e Sangão. Este tipo de sistema também pode ser caracterizado como uma supercélula, que possui potencial para provocar chuva intensa, rajadas de vento, queda de granizo e, por vezes, tornado. 

Foram registradas quedas de árvores e postes em via pública, alagamentos, residências e empresas destelhadas e afetadas em suas coberturas. Além disso, há imagens que indicam a presença de uma nuvem funil, que quando este toca o solo configura-se um tornado. 

As estações meteorológicas na região marcaram rajadas de vento na casa dos 70 km/h, entretanto, a intensidade do vento pode ter sido ainda maior de forma localizada. 

A Defesa Civil explicou que está analisando as imagens dos danos, bem como os dados de estações meteorológicas, satélites e outros produtos dos Radares de Lontras e Araranguá para confirmar a característica tornádica desta tempestade severa. Os levantamentos sobre estragos e atingidos também está sendo feito. 

(Fonte: NDMais) 

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *