maio 18, 2024
Danilo Gomes: Rádio Litoral FM 90.9 defende a maior proteção ao Rio Tubarão

Danilo Gomes: Rádio Litoral FM 90.9 defende a maior proteção ao Rio Tubarão


Acabamos de viver mais um período de muitas chuvas e consequente angústia da comunidade de Tubarão e região. Portanto, mais um motivo para que voltemos a pensar, com a seriedade que o assunto merece, a respeito do necessário projeto de contenção das cheias do Rio Tubarão.


Que o Rio Tubarão é uma das atrações naturais admiradas por quem visita a cidade e, mesmo pelos tubaronenses que amam a sua terra, ninguém duvida. Contudo, ao longo dos anos, castigado por um número incontável de enchentes o leito do rio acabou deteriorado e ameaçado pela corrosão e assoreamento em praticamente toda sua extensão, deixando sua preservação ameaçada até mesmo pela deficiência da mata ciliar e agravada pela falta de urbanização e arborização, capaz de consolidar a encosta de qualquer rio ou ribeirão.


Hoje, algumas lideranças, entre elas o próprio prefeito Joares Ponticelli e o governador Carlos Moisés são unânimes ao defender a construção de um sistema de contenção das cheias do Rio Tubarão. São várias alternativas sugeridas pelas autoridades. Os mais entusiasmados defendem pelo menos três barragens para conter ou pelo menos minimizar os efeitos das cheias. Há porém controvérsias com relação a este projeto, na medida em que outros setores defendem a construção de um canal extravasor que poderia desviar boa parte das águas provocados por novas enchentes. Outros, igualmente cautelosos, com o presidente da Amurel (Associação dos Municípios da Região de Laguna), prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Filippi, recomenda prudência na escolha do sistema a ser adotado para conter as cheias do rio.
Na verdade, o modelo a ser adotado para conter as cheias do Rio Tubarão, neste momento não é o mais importante. O essencial é que nossas autoridades decidam o mais breve possível pela continuidade dos estudos nesse sentido, afinal como dizem, toda árvore já foi semente e essa semente precisa ser plantada para que possa germinar a dar os frutos que Tubarão espera.


Nós da Rádio Litoral FM, que já participamos de outros projetos bem sucedidos na região, como é o caso da luta pelo asfaltamento das rodovias SC-437 e SC-436, estamos prontos para participar também, de qualquer projeto que venha contribuir para reduzir os efeitos das cheias do Rio Tubarão, ameaça que paira sobre a cabeça dos tubaronenses desde o ano fatídico e inesquecível de 1974. De lá para cá, vamos combinar, pouca coisa foi feita. Portanto, está mais do que na hora de tratar deste assunto com a seriedade que a situação merece. E para este projeto, o Vale do Rio Tubarão e o Litoral sul catarinense, podem contar com a Rádio Litoral FM, afinal somos a nova voz forte do Litoral Sul.


É preciso constatar ainda que, propugnar por uma obra de contenção das cheias do Rio Tubarão, não é uma proposição ou angustia somente da comunidade local, mas tem se observado nessa direção o interesse da administração municipal de Tubarão e do próprio governador do Estado, Carlos Moisés que, sendo originário desta região, conhece bem a realidade e ameaças do nosso rio. Por enquanto, ainda de forma tímida, o governo municipal de Tubarão já tem realizado estudos aprofundados, para a realização de uma obra que solucione definitivamente o problema. Desde o início deste ano, já foram realizadas filmagens subaquáticas, com apoio de mergulhadores do Corpo de Bombeiros , para capturar imagens da margem do rio, que recebe o impacto da força das águas – essas que causam o assoreamento. A recente liberação de recursos estaduais para adquirira novas bombas de recalque, é outra importante conquista. Também foi feito, sabemos, o georreferenciamento dos pontos mais críticos.


É importante lembrar, no momento em que defendemos a necessidade de conter as cheias do rio, sugerir desde já a constituição de uma comissão municipal e ou regional especial, para estudar diferentes projetos que possam culminar com a defesa efetiva do Rio Tubarão e seus afluentres. Tem sido assim ao longo da história de Santa Catarina. Sempre que suas lideranças desejaram efetivar uma grande obra, o ponta pé inicial é a formação de uma comissão para tratar do assunto. Portanto, reiteramos a nossa proposta para que Tubarão, através de suas lideranças, seja na esfera oficial do município, ou mesmo aproveitando entidades como a Amurel ou a própria Unisul e seus profissionais da engenharia, para que possamos assim chegar a um denominador sobre o melhor caminho para conter, definitivamente, as temíveis cheias do Rio Tubarão. Nessa tarefa, será fundamental ainda o engajamento de outras entidades representativas como a ACIT – Associação Empresarial de Tubarão, CDL- Clube dos Dirigentes Lojistas, ou ainda o valoroso Comitê da Bacia do Rio Tubarão. É preciso dizer ainda que para essa tarefa de fortalecimento do Rio Tubarão e seu sistema preventivo de enchentes, os primeiros passos já foram assinalados. Recentemente foram liberados os primeiros recursos de cinco milhões de reais para a recuperação das margens do Rio Tubarão, bem como outros cinco milhões para aquisição das bombas de recalques, tão necessárias para o processo preventivo de cheias do rio tubarão. Se todos somos responsáveis, todos devemos participar e oferece nossa parcela de contribuição. Para isso, Tubarão e região podem contar com a Rádio Litoral FM 90.9.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *