abril 21, 2024
Promotoria quer nove anos para Daniel Alves Foto: Reprodução/Extra

Promotoria quer nove anos para Daniel Alves

Promotoria de Barcelona pede nove anos de prisão para Daniel Alves. Brasileiro irá agora a julgamento, ainda sem data marcada. Ele é acusado de ter estuprado mulher em boate em Barcelona e está preso preventivamente desde 20 de janeiro. O Ministério Público de Barcelona, na Espanha, pediu nesta quinta-feira (23) nove anos de prisão para o ex-jogador da selo brasileira Daniel Alves. Alves é acusado de ter estuprado uma mulher em uma boate em Barcelona em dezembro de 2022. Ele nega, mas está preso preventivamente desde janeiro deste ano, e irá a julgamento. A Audiência Nacional de Barcelona – a Corte mais alta da cidade – disse que ainda não há data que o julgamento comece.

O brasileiro será julgado por agressão sexual – a Legislação espanhola não tem uma tipificação específica para o estupro, mas engloba esse crime dentro dos casos de agressão sexual, nos quais o réu pode pegar uma pena de até 15 anos de prisão, caso condenado. A defesa do brasileiro não havia se declarado sobre o pedido do Ministério Público até a última atualização desta reportagem. No início de outubro, o advogado que havia assumido a defesa de Alves, o criminalista espanhol Cristóbal Martell, pediu demissão, alegando que considerava o caso como perdido. Apesar de negar a acusação, Alves já deu quatro versões diferentes sobre o episódio em depoimentos à polícia e à Justiça locais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *