julho 24, 2024
Mais de duas mil crianças mortas foto brasil de fato

Mais de duas mil crianças mortas

Desde início dos bombardeios de retaliação de Israel após ataques brutais perpetrados pelo Hamas em 7 de outubro, 2.360 crianças já foram mortas e outras 5.364 ficaram feridas na Faixa de Gaza.

As crianças são quase 40% de todos os mortos no território, cerca de 6.500, segundo autoridades palestinas.
Além disso, mais de 30 crianças israelenses foram mortas pelo Hamas, e dezenas permanecem em cativeiro na Faixa de Gaza.
É a escalada mais mortífera na Faixa de Gaza e em Israel que a ONU testemunhou desde 2006.
“Quase todas as crianças na Faixa de Gaza foram expostas a acontecimentos e traumas profundamente angustiantes, marcados por destruição generalizada, ataques implacáveis, deslocamentos e grave escassez de bens de primeira necessidade, como alimentos, água e medicamentos”, disse em comunicado o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef)…
Para Adele Khodr, diretora regional da Unicef para o Oriente Médio e Norte de África, “o assassinato e a mutilação de crianças, o sequestro de crianças, os ataques a hospitais e escolas e a negação do acesso humanitário constituem graves violações dos direitos das crianças”.
“A Unicef apela urgentemente a todas as partes para que concordem com um cessar-fogo, permitam o acesso humanitário e libertem todos os reféns. Até as guerras têm regras. Os civis devem ser protegidos — especialmente as crianças — e todos os esforços devem ser feitos para poupá-las em todas as circunstâncias”, acrescentou.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *