junho 23, 2024
Quando a polícia Representa ameaça foto deiwid felicio

Quando a polícia Representa ameaça

Polícias do Brasil mataram 17 pessoas por dia ao longo de 2022, indica Anuário de Segurança

Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 6.430 pessoas morreram vítimas de policiais. Número é 1,4% menor se comparado a 2021 e apresenta tendência de estabilidade. BA e RJ concentram 43% das mortes.

As polícias do Brasil mataram um total de 6.430 pessoas durante o serviço ou em horário de folga em 2022. O número representa 17 vítimas de policiais por dia. Os dados são do Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta-feira (20) e que tem como base as estatísticas oficiais registradas pelas secretarias de segurança pública dos 26 estados e do Distrito Federal.

Com base no levantamento, policiais civis e militares foram responsáveis por 6.430 mortes decorrentes de intervenção policial — nome técnico para quando se envolvem em ações com mortes.

A estatística indica tendência de estabilidade ao ser comparada com os registros feitos em 2021, quando agentes de segurança pública mataram 6.524 pessoas – redução de 1,4% em 12 meses.

Entre os estados, São Paulo apresentou a maior queda em números absolutos: de 570 para 419, em 2022. Já a Bahia, a maior alta bruta, ao passar de 1.335 vítimas da polícia em 2021 para 1.464 no ano passado.

Juntos, Bahia e Rio de Janeiro (com 1.330 mortes) representam 43% de todas as mortes provocadas pelas polícias no Brasil.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *