julho 19, 2024
Morte por meningite deixa em alerta a saúde pública Foto Divulgação

Morte por meningite deixa em alerta a saúde pública

A morte de uma menina de 11 anos por meningite traz alerta para baixa cobertura vacinal em SC. A menina que morreu em Itajaí estava com o esquema vacinal em dia, mas tragédia reforça necessidade da vacinação

A criança morreu no dia 27 de fevereiro, no Hospital Infantil Pequeno Anjo.

Ainda conforme a saúde estadual, a vacina que previne os casos de meningite por pneumococos – que vitimou Júlia Eduarda Medeiros – é feito em crianças de 2, 4 e 12 meses. Esse imunizante protege contra os tipos mais frequentes de Pneumococos, mas não de todos.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *