julho 18, 2024
Balneário Camboriú,as supresas continuam Foto Divulgação (G1)

Balneário Camboriú,as supresas continuam

Um verdadeiro mar de conchas voltou a surpreender em Balneário Camboriú, litoral norte do estado, ao cobrir areia na beira do mar de praia alargada da Praia Central.
As conchas podem ser vistas na Barra Sul, próximo a lagoa e ‘degrau’. Prefeitura afirma que caso está relacionado a ressaca do mar.
Por Joana Caldas, g1 SC
Conchas voltaram a aparecer na areia da praia alargada de Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense. Desta vez, elas foram vistas na beira do mar na Barra Sul, próximo a uma lagoa e ao “degrau” na orla. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente afirma que as conchas apareceram por causa da ressaca do mar.
“[As conchas] Estão no fundo marinho e a ressaca joga na praia”, afirmou a secretária municipal do Meio Ambiente, Maria Heloisa Lenzi. Segundo ela, o aparecimento não está relacionado ao alargamento da faixa de areia, obra que terminou em 3 de dezembro do ano passado.
Durante os trabalhos de engordamento, porém, centenas de conchas foram vistas na Praia Central, na etapa em que a draga transportou areia do fundo do mar para a orla. Na época, em agosto de 2021, moradores chegaram a recolhê-las e levá-las para casa.
A secretária também informou, no domingo (11), que conchas também apareceram na Praia do Mariscal, em Bombinhas, na mesma região, e que esse local não passou por uma obra de alargamento.
Análise e preocupação
O professor de ecologia e oceanografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Paulo Horta falou que é necessária uma análise mais aprofundada da situação.
“O assoalho do oceano é composto por um histórico de muitas e muitas camadas. Podemos estar diante se um destes momentos que foi exposto com o processo erosivo no local. Esse processo e o caso objetivo precisam ser investigados para se avaliar se estamos tratando de um processo recente ou antigo. Se recente, pode ter sido essa ou essas populações podem ter sido transportadas ou soterradas durante a dragagem”, afirmou o professor.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *