julho 18, 2024
Alarme falso de Sequestro em voo foto deiwid felicio

Alarme falso de Sequestro em voo

Alarme falso de ‘sequestro’ em voo fecha Aeroporto de Congonhas e afeta pousos e decolagens

Caso envolveu um voo da Azul que seguia de Recife para São Paulo. De acordo com o painel da Infraero, pelo menos 24 voos sofreram alterações desde as 20h50 desta sexta-feira (25).

Um alarme falso de “sequestro” em um voo da Azul fez com que o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, ficasse fechado para pousos e decolagens por uma hora, na noite desta sexta-feira (25). Mais de 20 voos foram afetados.

O voo em questão viajava de Recife para São Paulo. A Polícia Federal (PF) disse que recebeu um “alerta de apoderamento ilícito de aeronave” às 20h52. Antigamente, esse tipo de ocorrência era enquadrado como um possível sequestro.

 O comandante do avião teria acionado a torre de controle do aeroporto de forma indevida, o que levou à execução de um protocolo de segurança. Esse tipo de acionamento é feito por meio de um código e não por voz.

Segundo a PF, a aeronave pousou no Aeroporto de Congonhas e foi encaminhada para uma pista auxiliar, onde ficou aguardando por orientações. Um grupo de gerenciamento de crise foi acionado. O avião passou por uma inspeção antes de o desembarque ser autorizado.

A Azul informou que todos os procedimentos de segurança foram seguidos pela companhia, instituições e autoridades. Após a confirmação da normalidade no voo, passageiros e tripulantes desembarcaram em segurança.

Segundo a Infraero, o aeroporto ficou fechado entre 20h49 e 21h49. O painel de chegadas e partidas indica que, desde o fechamento, 24 voos tiveram alterações, como cancelamentos e atrasos.

De acordo com o painel da Infraero, dois voos que pousariam em Congonhas foram alternados para outros aeroportos. Outros 13 tiveram o pouso cancelado.

Além disso, sete decolagens foram canceladas, enquanto duas sofreram atraso.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *