abril 23, 2024
Sem depoimento de acusados Sai relatório dos vereadores foto 4oito

Sem depoimento de acusados Sai relatório dos vereadores

A Comissão Especial de Inquérito formada pelos vereadores de Tubarão para apurar denúncias da Operação Mensageiro, finalizou as apurações aprovando o relatório final.  Contudo, os principais personagens – Joares Ponticelli, Caio Tokarski e o proprietário da então empresa Serrana Engenharia – não aceitaram dar explicações à Comissão de Vereadores. Darlan Mendes, ex-gerente de gestão da administração municipal, também recusou a intimação. 

Como se recorda, o processo foi instaurado na Câmara de Tubarão em maio e tinha como objetivo investigar eventuais irregularidades supostamente praticadas pelo ex-prefeito Joares Ponticelli e o ex-vice Caio Tokarski. O trabalho final dos vereadores acabou comprometido, na medida em que

Mesmo assim, na última sexta-feira, 18 de agosto, foi votado e aprovado o relatório final da apuração feita pela Comissão Especial de Inquérito (CEI), da Câmara de Vereadores de Tubarão.  O documento teve oito votos favoráveis, uma abstenção e uma ausência. A votação teve o seguinte resultado:

Dorli Fernandes (PL) – FAVORÁVEL
Felippe Tessmann (Podemos) – FAVORÁVEL
Maurício da Silva (PP) – FAVORÁVEL
Denis Matiola (PSDB) – AUSENTE
Luciane Tokarski (Republicanos) – ABSTENÇÃO
Fabiano Modolon (UB) – FAVORÁVEL
José Luiz Tancredo (MDB) – FAVORÁVEL
Eraldo Pereira (Cidadania) – FAVORÁVEL
Jean Abreu Machado (PSD) – FAVORÁVEL
Thiago Zaboti (Democracia Cristã) – FAVORÁVEL

A Comissão foi presidida pelo vereador Maurício da Silva e teve como relator o parlamentar José Luiz Tancredo.

 O processo de votação teve alguns entraves, já na primeira tentativa de aprovação do relatório na quarta-feira, dia 16, quando alguns vereadores questionaram diversos pontos do texto lido pelo relator e pediram algumas alterações.

Um novo encontro para que a votação fosse realizada foi agendada para sexta,18. O relatório foi novamente lido, com as devidas correções. Os mesmos parlamentares voltaram a indagar trechos do texto e um relatório alternativo chegou a ser apresentado. Pediram que o documento fosse acrescentado no relatório oficial. A solicitação, porém, não foi atendida, mas os parlamentares concordaram em anexar a sugestão ao documento, junto de outros materiais confeccionados no período de atividades da CEI. A esta altura ânimos exaltados marcaram os principais momentos da sessão.

Em plenário

O próximo passo é apresentar o relatório em plenário e também enviá-lo à Prefeitura de Tubarão e ao Ministério Público, este podendo utilizar as informações apuradas e incluí-las nos processos em tramitação.

Outras testemunhas foram ouvidas pela Comissão. Entre elas, o ex-secretário de Serviços Públicos, Douglas Antunes; o ex-prefeito, Olávio Falchetti; e o advogado, Matusalém dos Santos.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *