junho 24, 2024
Mulher alega que matava cães para se alimentar Foto Divulgação

Mulher alega que matava cães para se alimentar

Mulher que matava cães para se alimentar alega fome e é solta pela Justiça do Tocantins

Uma mulher identificada como Marinez Morais da Silva, de 30 anos, foi solta pela Justiça do Tocantins após ser presa em flagrante na última terça-feira por crimes de maus-tratos a animais. Ela confessou ter sacrificado cerca de 10 cães para se alimentar.

A mulher foi detida pelo crime, que é inafiançável. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, na audiência de custódia realizada nesta quarta-feira, o juiz, ao analisar o caso, concedeu liberdade provisória e determinou o encaminhamento de Marinez para a Rede de Atenção Psicossocial do município de Araguaína, no norte do estado.

Apesar da liberdade provisória, a Polícia Civil dará continuidade ao inquérito. A Polícia Militar foi acionada na tarde de terça-feira depois de receber uma denúncia de que uma mulher estaria sacrificando animais domésticos no interior de uma casa abandonada e se alimentando deles.

Ao chegarem no local, os policiais localizaram oito cães adultos e dois filhotes, além de 15 peles de animais estendidas no varal da casa. Na casa onde os animais e ela foram encontrados, os agentes também identificaram condições precárias de higiene, sem alimentação e água potável

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *