maio 18, 2024
Lixo hospitalar português vem aportar no Brasil Foto Divulgação

Lixo hospitalar português vem aportar no Brasil

Receita apreende 14,8 toneladas de seringas, bolsas de sangue e lixo hospitalar de Portugal no Porto de Suape.

Carga foi apreendida na sexta-feira (17). Segundo a Anvisa, material pode pôr em risco a saúde.

A Receita Federal apreendeu 14,8 toneladas de lixo hospitalar no Porto de Suape, em Ipojuca, no Grande Recife. Os resíduos estavam em um contêiner que saiu de Portugal. Na carga, havia seringas, mangueiras, bolsas para sangue e outros resíduos hospitalares (veja vídeo acima).

O material pode oferecer riscos à saúde pública, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e a importação não é autorizada. Os nomes das pessoas e empresas envolvidas não foram divulgados devido ao sigilo fiscal, segundo a Receita.

Vinte toneladas de lixo hospitalar são apreendidas em contêiner que saiu da Europa

A apreensão foi divulgada por meio de nota, nesta quinta-feira (23). A carga foi detectada pelos fiscais que realizavam a análise de risco dos materiais que chegam no porto. Durante a inspeção, o contêiner foi considerado “suspeito”.

A carga havia sido declarada pelo importador como “polímeros de cloreto de vinila”, mas, na verdade, eram mangueiras, bolsas para sangue e outros resíduos hospitalares.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *