maio 20, 2024
Gaúchos também convivem com violência doméstica Foto Divulgação

Gaúchos também convivem com violência doméstica

Decididamente, o feminicídio vem se transformando em uma espécie de vírus difícil de ser combatido. O Rio Grande do Sul também vive momento crítico com aumento do índice de violência doméstica. Nesta segunda-feira (28)

Um homem suspeito de feminicídio passou em posto de combustível, entregou o filho a um desconhecido e fugiu, mas foi preso pela polícia gaúcha. 

Câmeras de monitoramento flagraram o momento em que suspeito para em um posto de combustíveis depois da morte da mulher, que ele teria assassinado, deixa o filho com uma pessoa que estava no local e foge.

O homem de 42 anos foi preso em flagrante em São Vendelino, na Serra do Rio Grande do Sul, suspeito de matar a companheira e por abandono de incapaz. Câmeras de monitoramento flagraram o momento em que ele entrega o filho de 2 anos para um desconhecido e foge. Segundo a polícia, o menino estava com as roupas sujas de sangue da mãe.
O homem, que já respondia por ameaça, foi capturado após perseguição e encaminhado à Polícia Civil na cidade de Montenegro.

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *