julho 19, 2024
Gripe Aviária pode ser novo desafio da saúde Foto Ilustração

Gripe Aviária pode ser novo desafio da saúde

O estado de São Paulo registra primeiro foco de gripe aviária em aves silvestres; total no Brasil sobe para 24.

Entre sábado (3) e seguda-feira (5), foram confirmados mais 5 focos, sendo 2 no Espírito Santo e 2 no Rio de Janeiro e 1 em São Paulo. No Brasil, não há focos de gripe aviária em aves de granja, ou seja, voltadas para a alimentação.

O número de focos de gripe aviária do subtipo H5N1 no Brasil subiu de 19 para 24, de acordo com uma atualização do Ministério da Agricultura nesta segunda-feira (5).

Todos os casos envolvem espécies de aves silvestres, ou seja, que vivem livre na natureza. No Brasil, não há focos de gripe aviária em aves de granja, ou seja, voltadas para a alimentação. Não há registros de contaminação da doença a partir do consumo de frango ou ovos devidamente preparados, afirma a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em São Paulo, foi confirmado o primeiro foco: o caso aconteceu em Ubatuba e envolve a ave da espécie trinta-réis-real (Thalasseus maximus);

No Espírito Santo, foram confirmados mais 2 focos: os dois casos aconteceram no município de Vila Velha, sendo 1 ave trinta-réis de bando (Thalasseus acuflavidus) e 1 gaivota-de-cabeça-cinza (Chroicocephalus cirrocephalus);

No Rio de Janeiro, foram confirmados mais 2 focos: os dois casos aconteceram em Niterói e envolvem as aves Fragata (Fregata magnificens) e trinta-réis-real (Thalasseus maximus).

Fique por dentro das últimas notícias no grupo do WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *